Vale dos Vinhedos! Um dos melhores destinos no Brasil

Qui, 25 de agosto de 2016 • 11:15 • Turismo

Entre os melhores destinos nacionais para ir em agosto está a Serra Gaúcha. Então, com a chegada do oitavo mês do ano, que tal aproveitar para conhecer o Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, situado entre os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul? Por aqui a influências europeias, especialmente a italiana, são fortes e se refletem nos cardápios, que oferecem todos os tipos de massas, assim como nos vinhos finos. Não é à toa que a cidade é um dos melhores destinos do Brasil para quem ama comida.
 
No Vale dos Vinhedos, o legado histórico, cultural e gastronômico deixado pelos imigrantes que chegaram na região em 1875, se mistura em perfeita harmonia com as modernas tecnologias e infraestrutura turística de qualidade. A viagem para este pedacinho de terra cheio de encantos pode ser feita de carro e promete ser uma experiência única e inesquecível!
 
Preparado para conhecer o Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul? Confira, abaixo, dicas de viagem para lá!
 
Como chegar?
 
Você tem três opções: carro, ônibus ou avião. De carro é melhor sair de Porto Alegre. Você pode optar pela Rota Romântica, que parte da BR-116, passa por Canoas, Esteio, Novo Hamburgo, Dois Irmãos, Nova Petrópolis, Caxias do Sul e, finalmente, Bento Gonçalves. Também é possível pegar a BR-166, passar por Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul e, em São Leopoldo, pegar a RS 240, passando por Portão. Aqui será preciso pegar a RS-122, passar por São Sebastião do Caí e, no trecho em São Vendelino, pegar a rodovia RS470 em direção à Carlos Barbosa, passando por Garibaldi até chegar à entrada do Vale dos Vinhedos.
 
Quem preferir ir de ônibus vai precisar saltar na rodovia mais próxima que, no caso, fica em Bento Gonçalves. E quem vier de mais longe vai precisar embarcar em um avião e desembarcar no Aeroporto Internacional Salgado Filho, localizado em Porto Alegre, distante cerca de 110 km do Vale dos Vinhedos, ou no Aeroporto Hugo Cantergiani, em Caxias do Sul, a cerca de 35 km do Vale dos Vinhedos.
 
Quando ir?
 
Isso vai depender um pouco do que você está esperando da sua viagem. Na primavera, quando se aproxima a colheita, os vinhedos exibem belos tons de verde. No outono, por sua vez, as folhas amarelas e vermelhas começam a cair e o pôr do sol se torna algo de outro mundo! Já para quem quiser aproveitar a mistura deliciosa de vinho e frio, julho ou agosto são os meses ideais.
 
Como se locomover?
 
Como o Vale dos Vinhedos fica em uma área rural, para circular nos roteiros internos existe pouca disponibilidade de ônibus. O melhor é procurar as agências de turismo ou alugar um carro para ter mais liberdade de fazer os passeios pela região.
 
Onde ficar?
 
Você vai encontrar vários hotéis por aqui, basta saber atende melhor ao que você espera de sua viagem. Para te ajudar, veja, abaixo, algumas opções:
 
Farina Park Hotel - Rodeado de verde, o Farina Park Hotel, situado a seis quilômetros do Vale dos Vinhedos e a 10 quilômetros do centro de Bento Gonçalves, oferece tranquilidade de uma casa de campo. O restaurante Arte in Tavola de culinária Italiana a la carte, é garantia de ótimos momentos.
 
Hotel Laghetto Viverone Bento - O hotel oferece apartamentos completos, fitness center, sauna, ofurô, sala de massagem, estacionamento, restaurante executivo e centro de eventos. O restaurante Especialittá Viverone tem cardápio à la carte é acompanhado por uma carta de vinhos elaborada e harmoniosa. Além disso, um farto e variado café da manhã com produtos típicos da região da uva e do vinho espera por todos, funcionando das 6h30min às 10h.
 
Hotel Villa Michelon -O Hotel Villa Michelon oferece estrutura completa de lazer e negócios que incluem desde piscina, sala de ginástica e quadras poliesportivas a minifazenda, pomar, parreiral modelo e trilhas ecológicas. Os 57 apartamentos são divididos nas categorias Luxo, Super Luxo e Suíte Especial.
 
O que comer?
 
Como as influências europeias são fortes, no cardápio regional você vai encontrar todos os tipos de massas, sempre muito bem acompanhadas pelos vinhos produzidos ali mesmo. Para finalizar as refeições, nada melhor do que o típico café colonial. E na hora do lanche, que tal iguarias regionais como pão caseiro, cuca, queijos, embutidos, geleias, café com leite e suco de uva? É de dar água na boca!
 
O que fazer?
 
Casa do Filó - Este hotel abriga um museu do vinho e um espaço que conta a história dos imigrantes que chegaram na região com as primeiras mudas de uvas para produzir vinho. Italianos e alemães chegaram em busca de melhores condições de vida, fugindo das guerra, fome e miséria, há cerca de 100 anos.
 
Café colonial e comida típica - É claro que você não vai deixar de viver uma experiência tipicamente regional. Para isso nada melhor do que experimentar o café colonial e a comida típica do Vale dos Vinhedos que, como você já sabe, tem fortes influências europeias. Na hora do almoço, a melhor pedida são os restaurantes italianos, regados a massas, queijos, omeletes, carnes, frangos, pão e saladas.
 
Casa da Ovelha - No Parque da Ovelha você vai ver muitas ovelhas, vai poder dar mamadeiras, aprender como o cachorro da raça Border Collie ajuda no trabalho de campo com as ovelhas, degustar as delícias lá produzidas, entre tantas outras atividades. Especialmente para quem estiver viajando com crianças, um passeio por aqui vale muito a pena!
 
Vinhos - Não tem como conhecer o Vale dos Vinhedos e não degustar os vinhos da região. É possível fazer uma degustação de vinhos ou espumantes em qualquer vinícola, todas oferecem algum tipo de prova. Também há degustação de sucos, para quem não bebe álcool ou está dirigindo. Se quiser algo mais animado, a dica é ir até Vinícola Miolo, onde fazem acontece uma visita pelos vinhedos e pela planta da vinícola e você pode conhecer todo o processo de produção dos seus vinhos.
 
Igreja Matriz de Cristo Rei - Inaugurada em 1954, a Igreja Matriz de Cristo Rei exibe belos vitrais em seus 40 metros de comprimento e altura interna equivalente a um prédio de três andares. Uma visita só para admirar a arquitetura já vale a pena.
 
Paisagens de tirar o fôlego - Um passeio pelo Vale dos Vinhedos é certeza de belas fotos e colírio para os olhos. Especialmente entre o final da primavera, em novembro, o clima está ótimo e os vinhedos cheios de verdes indicam que estão se preparando para a colheita. No outono os cenários também impressionam, com folhas amarelas e vermelhas já caindo e o pôr do sol alaranjado de tirar o chapéu.
 
Parque Temático Epopéia Italiana - Uma visita a este parque é uma verdadeira volta no tempo! O lugar conta a história real de um casal de imigrantes italianos, Lázaro e Rosa. Desde quando saíram da Itália até a chegada ao Brasil, a trajetória dos dois é contada em nove ambientes envolventes em um passeio que dura aproximadamente 45 minutos.
 
Vale do Rio das Antas - Com paisagens de tirar o fôlego, o lugar abriga vinícolas onde é possível fazer visitas e conhecer a origem dos imigrantes italianos que ali aportaram quando chegaram do Tirol. Para os mais corajosos, o local oferece uma tirolesa radical de onde se tem vistas espetaculares da região.
 
Fonte: Portal MSN - www.msn.com

Fotos