Banco do Brasil poderá economizar mais de R$ 3 bi com reestruturação

Ter, 22 de novembro de 2016 • 10:27 • Brasil

O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, anunciou, nesse domingo (20), uma reestruturação no número de agências e de pessoal que pode render uma economia de mais de R$ 3 bilhões para a instituição.
 
O banco prevê uma redução de 9,3 mil vagas com o plano de aposentadoria incentivada, o que deve gerar uma economia de 2,7 bilhões para a instituição. Esse valor, no entanto, pode ser maior, superior a R$ 3 bilhões se 18 mil funcionários aderirem ao programa. 
 
O BB também informou que serão desativadas 402 agências e 31 superintendências. Outras 379 agências serão transformadas em postos de atendimento bancário - que têm estruturas físicas e de atendimento menores que a das agências. Com essa reorganização, o banco estima uma redução anual de R$ 750 milhões em despesas.
 
As mudanças fazem parte do plano de ampliação do atendimento digital da instituição. A estratégia de ampliar os canais digitais prevê a abertura, ainda em 2017, de mais 255 unidades, entre escritórios e agências digitais, que irão se somar às 245 já existentes.
 
Essas unidades já atendem a 1,3 milhão de clientes, com expectativa de chegar a 4 milhões até o final de 2017. “Hoje, 67% de todas as transações que acontecem no Banco do Brasil já acontecem por meio digital, seja pela internet, seja pelo mobile”, afirmou Caffarelli.
 
O presidente do BB afirmou que a medida não implicará em desativações de agências em municípios que possuem apenas uma instituição bancária.
 
Aposentadoria
 
Com a adesão voluntária a aposentadoria, será concedido incentivo correspondente ao valor de doze salários, além de indenização pelo tempo de serviço, que varia de 1 a 3 salários, a depender do tempo de banco (entre 15 e 30 anos completos). 
 
De acordo com Caffarelli, a medida não implicará em demissões. "A adesão é totalmente discricionária, ou seja, depende do funcionário". 
 
Outra medida refere-se à ampliação do público potencial para adesão à jornada opcional de trabalho de seis horas diárias. Cerca de seis mil assessores da Direção Geral e superintendências também poderão aderir voluntariamente à nova jornada.
 
A adesão resultará na redução de 16,25% do valor de referência da função, enquanto a jornada será reduzida em 25%. Se considerado o valor da hora trabalhada, haverá aumento de 12% para os funcionários que aderirem.
 
A jornada de seis horas já foi anteriormente oferecida a funcionários que ocupam cargos comissionados não gerenciais na rede de agências e em órgãos regionais, com 71% de adesão.
 
Clientes
 
O encerramento das agências e a implantação das demais medidas ocorrerá ao longo do ano de 2017. Os clientes do banco serão informados por meio do hotsite www.bb.com.br/novoatendimento, de SMS, aplicativo para celular, terminais de autoatendimento, além de correspondências e cartazes nas agências.
 
O Banco também divulgou telefones exclusivos para atendimento aos clientes sobre mudanças de agência: 0800 729 5282 para pessoas físicas e 0800 729 5281 para empresas. A Central funciona de segunda a sexta-feira, de 8h às 22h.
 
A mudança de agência é automática. Os clientes não precisam fazer qualquer procedimento adicional e podem manter seus cartões e senhas para transações na nova agência, mesmo que haja alteração no número da conta.
 
Além dos pontos físicos, o BB oferece a maioria das transações pelo aplicativo para celular e Internet.
 
Fonte: Portal Brasil, com informações do Banco do Brasil

Fotos